Energia

ExxonMobil move processo contra UE para travar imposto sobre lucros

Bruxelas quer taxar os lucros recorde obtidos pelas petrolíferas, motivados pelos preços elevados da energia
Texto
ExxonMobil (Foto: Richard Drew/ AP)
ExxonMobil (Foto: Richard Drew/ AP)

A petrolífera americana ExxonMobil está a mover um processo judicial contra a União Europeia (UE), na tentativa de bloquear o novo imposto extraordinário que esta quer impor às empresas do ramo.

A empresa considera que a UE está a exceder a sua autoridade legal ao quer fixar o novo imposto, mas Bruxelas garante que as medidas tomadas para taxar os elevados lucros obtidos pelas petrolíferas, durante os anos de 2022 e 2023, estão em total conformidade com a legislação europeia.

Por detrás da tomada de posição da UE está o facto de as companhias petrolíferas estarem a obter lucros recorde, motivados pelos preços elevados da energia, o que está a provocar um aumento da inflação em todo o mundo.

refinaria de combustíveis - AWAY
Refinaria de combustíveis (Foto: David Phillip/ AP)

Do lado da Exxon Mobil o novo imposto é encarado como um motivo para reduzir o investimento na UE, já que a taxa extraordinária sobre os lucros tornará o território menos atrativo do ponto de vista financeiro. Uma opinião partilhada pela também empresa petrolífera Chevron.

Perante a possibilidade de o imposto avançar, a Exxon Mobil já foi, aliás, adiantando que o vai ter em conta quando pensar em realizar avultados investimentos para o fornecimento de energia à Europa.

A nova taxa de duração temporária poderá gerar cerca de 25 mil milhões de euros em receitas públicas, os quais seriam redistribuídas pelos estados-membros.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Aquecimento global pode afetar 3,6 mil milhões de pessoas
O futuro da mobilidade elétrica pode ser um bilugar bem radical
7 dicas para combater a humidade e bolor em casa