Energia

Refinaria de petróleo da Aramco na Arábia Saudita atacada com drones e mísseis

Incidente ocorreu esta tarde em Jeddah cidade que acolhe o Grande Prémio de Fórmula 1 este fim-de-semana
Explosão na refinaria da Aramco (Foto: Hassan Ammar/Associated Press)
Explosão na refinaria da Aramco (Foto: Hassan Ammar/Associated Press)

Quando pensamos que a guerra na Ucrânia já é mais do que suficiente para fazer escalar o preço do petróleo eis que mais um incidente pode vir eventualmente a provocar perturbações no mercado (hoje a cotação do Barril de Brent tem estado a superar os 120 dólares/barril).

Um forte ataque dos rebeldes Houthis, um grupo do Iémen, em forte conflito com a Arábia Saudita, provocou esta tarde, um forte incêndio em uma refinaria de petróleo da Aramco, em Jeddah.

O ataque, de acordo com a France Press, foi logo reivindicado, tendo sido realizado com recuso a mísseis de longo alcance e drones.

A corrida de Fórmula 1 que se realiza este fim-de-semana e que hoje tem a sessão de treinos em curso, continua agendada pela organização, mas hoje, já houve atrasos.

A importância da petrolífera Aramco

A companhia saudita tem quase 90 anos de existência, mais de 70 mil funcionários e gere a maior parte das reservas de petróleo do reino da Arábia Saudita (de acordo com informações do site da companhia situam-se em cerca de 336,87 biliões de barris).

Ainda de acordo com informações da própria companhia é atualmente a segunda maior empresa do mundo em termos de armazenamento de petróleo.

Refinaria da Aramco na Arábia Saudita (Foto: Aramco Media Press)

O ano passado a Aramco apresentou uma receita liquida superior a 110 mi milhões de dólares, o dobro dos resultados de 2020.

A companhia espera duplicar os seus resultados até 2030 prevendo uma produção anual de 13 milhões de barris de petróleo já a partir de 2027.

Continuar a ler
Home
Petróleo russo afinal pode ainda não ser alvo de embargo na União Europeia
A diferença que pode fazer uma tampa na garrafa. Vê aqui o projeto da Coca-Cola
Saga de filme de ação automóvel "Velocidade Furiosa 10" em Portugal