Mobilidade

Veículos elétricos representarão 18% do mercado automóvel em 2023

Procura por veículos elétricos tem batido recordes no mundo todos os anos e em 2023 não deverá ser diferente
Texto
Mercedes EQS 580 num stand (foto: /AP)
Mercedes EQS 580 num stand (foto: /AP)

O mercado dos elétricos continua em crescimento e parece que este ano as vendas destes veículos vão voltar a bater recordes. Mais do que isso, espera-se que os veículos sem emissões representem um quinto do mercado automóvel em 2023.

Em 2022, a venda de veículos elétricos a nível mundial atingiu os 10 milhões de unidades. Para este ano, o número vai subir, refere a Agência Internacional de Energia - IEA na sua análise anual. É esperado um crescimento de 35%, o que irá representar 14 milhões de veículos vendidos.

Em 2020, os veículos elétricos representavam apenas 4% das vendas, valor que subiu para 14% em 2022. Este ano, deverá atingir os 18%.

Veículo elétrico - AWAY
Este ano poderão ser vendidos 14 milhões de elétricos (foto: Charles Krupa/AP)

A maior aposta nos veículos elétricos tem sido vista na China, Europa e Estados Unidos, com o país asiático a ser responsável por 60% das vendas a nível mundial, em 2022. Ainda assim, em países como a Índia, a Indonésia e a Tailândia a procura por elétricos aumentou substancialmente.

De acordo com a IEA, os programas de incentivo e de redução de impostos na União Europeia e nos Estados Unidos vão impulsionar a procura por veículos elétricos ao longo da década.

A IEA salienta também que os projetos de produção de baterias são suficientes para dar resposta à procura até 2030. Ainda assim, alertam, a produção de componentes e baterias continua muito concentrada na China.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Radares da PSP: vê onde vão estar de 15 a 21 de julho
Cidades mais verdes e menos compactas têm taxa de mortalidade mais baixa
Vai nascer mais um troço de ciclovia em Lisboa