Sustentabilidade

Economia circular: El Corte Inglés vai dar nova vida a têxteis e roupas usadas

Clientes são convidados a entregar roupas e outros têxteis que já não usam para serem transformados em novos artigos
Texto
El Corte Inglés com projeto de economia circular (foto: divulgação)
El Corte Inglés com projeto de economia circular (foto: divulgação)

Se tens roupas ou têxteis parados em casa que já não usas, podes entregá-los no El Corte Inglês para que tenham uma nova vida. Com este projeto, espera-se produzir cerca de 300 novos artigos com tecido reciclado.

O projeto de economia circular junta o El Corte Inglés à To Be Green, um spin-off da Universidade do Minho. O objetivo é convidar as pessoas a deixarem roupas usadas nas lojas de Lisboa e Vila Nova de Gaia, em contentores próprios para o efeito, que depois serão transformadas em novos produtos.

Para tornar este projeto realidade, a Universidade do Minho e o El Corte Inglés criaram um concurso de Eco Design dirigido aos alunos do último ano de licenciatura do Curso de Design e Marketing de Moda com o objetivo de encontrar a melhor proposta para a produção de aventais.

Os aventais que vão ser criados no âmbito deste projeto de economia circular vão ser usados pelas equipas de restauração do El Corte Inglés.

O projeto inclui ainda o fabrico de mantas a partir dos fios dos têxteis recolhidos que serão depois entregues a várias instituições IPSS. Para tornar esta parte do projeto realidade, participaram também o CITEVE, como centro tecnológico e de investigação e várias empresas da Setor Têxtil e Vestuário (STV) portuguesas.

Este é o terceiro projeto de economia circular criado pelo El Corte Inglés. Em 2022 lançou uma cerveja feita a partir das sobras do pão e, em 2023, desenvolveu um gelado em parceria com a gelataria Nannarella feito com frutas menos bonitas. Ambos os produtos estão à venda nas lojas.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Comboios que levitam na linha? Empresa italiana está a testar tecnologia
Radares da PSP. É aqui que vão estar na semana de 24 a 30 de junho
Visita à fábrica da Nissan: sustentabilidade em destaque na produção do Qashqai