Energia

Hyundai apresentou uma visão de mobilidade para 2040 com destaque para o hidrogénio

O hidrogénio poderá ser um dos protagonistas da estratégia da Hyundai para a mobilidade sustentável dentro de duas décadas
PUB

Ainda que os modelos totalmente eletrificados continuem a crescer de dia para dia no cenário atual, a verdade é que muitos já acreditam que o hidrogénio é mesmo o próximo passo a dar.

A Hyundai é uma das marcas que também pensa assim e revelou uma visão de mobilidade sustentável para o ano 2040 e que inclui, justamente, automóveis movidos a hidrogénio e a democratização deste tipo de sistemas.

PUB

Os resultados práticos desta visão vão começar a chegar ao mercado em 2023, o ano em que a Hyundai tem prevista a apresentação das novas gerações de sistemas fuel-cell com versões de 100 e 200 kW, com as quais vai eletrificar toda a sua gama de modelos comerciais. Parece uma manobra bastante arrojada, mas a data de conclusão já está definida para o ano 2028 e caso se torne realidade, a Hyundai passa a ser o primeiro construtor a fazê-lo na área dos veículos comerciais.

PUB
Veículo autónomo, com drone, de combate a incêndios 

Face aos sistemas atuais, esta nova geração de sistemas movidos a hidrogénio vai destacar-se pelos custos reduzidos praticamente para metade, um volume total do sistema reduzido em cerca de 30% e o dobro da potência disponível.

PUB

Graças a uma nova unidade de comando, desenvolvida de uma forma modular, a utilização da terceira geração dos sistemas de hidrogénio pode ver nascer soluções com potência entre os 500kW e 1MW, com a instalação de módulos de 100kW. Algo que poderia que poderia servir para um sistema energético de emergência para grandes navios ou mesmo empresas de IT.

Trailer drone, veículo de transporte autónomo

Na questão dos custos está também a ser desenvolvido um grande esforço para que, quando começar a chegar ao mercado, os automóveis movidos a hidrogénio consigam ter um preço semelhante ao de um automóvel elétrico.

Apesar de o tema rodar muito em torno do automóvel, a Hyundai não o faz e deseja que este sistema seja estendido para outras áreas de mobilidade, mas também a todas as que estão relacionadas com a indústria e espaços como as nossas casas ou escritórios.

Vision FX, desportivo a hidrogénio

Além do modelo desportivo apresentado de uma forma virtual, a marca coreana também nos mostrou soluções destinadas a resgates de emergência com veículos de pronto-socorro e ainda um Trailer Drone, que é uma espécie de pesado sem cabine e que inclui apenas com um sistema autónomo que consegue transportar até ao destino cargas como um contentor, por exemplo.

PUB

Segundo estatísticas divulgadas pelo Hydrogen Council, o hidrogénio constituirá cerca de 18% do consumo energético global até ao ano 2050.

A democratização da sua utilização vai dar uma grande ajuda na redução de emissões poluentes em mais de seis mil milhões de toneladas de CO2 por ano, além de também ajudar a criar mais de 30 milhões de novos empregos.

Atualmente, as redes de abastecimento de hidrogénio já começam a ser desenvolvidas e melhoradas em diversos países, pelo que o potencial de crescimento existe e é apenas uma questão de o democratizar tal como a Hyundai prevê que aconteça até ao ano 2040.

Continuar a ler
Home
Fantástico
Vídeo: Back to the future com Porsche Taycan e DeLorean
Mobilidade
Vídeo: Famel regressa com mota elétrica
Sustentabilidade
Google Maps irá indicar rotas amigas do ambiente para evitar emissões de CO2