Max Verstappen: "Os cinco segundos de penalização são ridículos"

O piloto da Red Bull terminou o GP do Japão na terceira posição mas não se livrou de uma penalização depois de um incidente com Kimi Räikkönen
Texto
Max Verstappen (Lusa)
Max Verstappen (Lusa)

Max Verstappen terminou o GP do Japão de Fórmula 1 na terceira posição numa corrida onde o piloto da Red Bull acabou a lutar pela segunda posição com Valtteri Bottas.

O piloto holandês não se livrou no entanto de uma penalização em cinco segundos logo no inicio da corrida depois de per protagonizado um incidente com Kimi Räikkönen na primeira volta corrida.

Verstappen cometeu um erro na chicane e saiu ligeiramente da pista e no regresso foi para cima de Räikkönen numa manobra que levou o finlandês da Ferrari a perder o quarto lugar.

O piloto da Red Bull criticou a penalização que lhe foi imposta e defendeu que regressou à pista de forma segura e que Räikkönen poderia ter adoptado outra trajetoria.

“Os cinco segundos de penalização são verdadeiramente ridículos, mas conseguimos sobreviver a isso. Travei demasiado tarde na entrada para a chicane e fiz tudo o que podia para regressar à pista e julgo que o fiz de forma segura porque não entrei muito rápido mas o Kimi escolheu a trajectória errada na chicane. Podia ter esperado que eu regressasse à pista”, afirmou Max Verstappen no final da corrida.

VEJA TAMBÉM:

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Radares da PSP: vê onde vão estar de 22 a 28 de julho
Borras de café vão ser usadas para dar vida a solos lisboetas
Projeto português cria vidro que produz eletricidade a partir da luz solar