Atualidade

Apoio de €0,3/litro a táxis e autocarros para aliviar subida dos combustíveis

Apoio que estava em vigor desde novembro foi prorrogado até junho e sofreu aumento de 10 cêntimos por litro para 30 cêntimos
Texto
Novo apoio para táxis e autocarros por causa de aumento dos combustíveis
Novo apoio para táxis e autocarros por causa de aumento dos combustíveis

Para combater uma das maiores subidas do preço dos combustíveis de sempre, o Governo anunciou que vai estender a medida de apoio aos transportes coletivos pelo que pagam pelo combustível. Assim, vai passar a haver um apoio de 30 cêntimos por litro para táxis e autocarros que ficará em vigor por mais três meses.

Táxis (H&T Photowalks/Flickr)

Em novembro, foi anunciado o apoio para táxis e autocarros de 10 cêntimos por litro de combustível até março de forma a mitigar o aumento do preço dos combustíveis.

Com a subida anunciada a semana passada que se verificou esta segunda-feira, dia 7 de março, o Governo decidiu prolongar a medida de apoio e aumentar o valor.

João Pedro Matos Fernandes, ministro do Ambiente e da Ação Climática (Lusa)

O novo apoio foi anunciado pelo ministro do Ambiente e da Ação Climática, Matos Fernandes, em conferência de imprensa, que explicou que, o pagamento é feito “através do Fundo Ambiental, por candidatura, havendo um pagamento à cabeça”.

O apoio que estará em vigor por três meses tem um limite mensal de 380 litros para táxis e de 2100 litros para autocarros, o que corresponde a 342 euros por táxi e 1890 euros por autocarro.

O ministro do Ambiente disse também que o apoio será alargado aos autocarros a gás natural e será também de 30 cêntimos por litro até ao limite de 2100 litros por mês.

Com este apoio, o Governo acredita que irá atenuar o aumento do preço dos combustíveis, “pois são 30 cêntimos por litro durante três meses – o aumento do preço de hoje é de 14 cêntimos – e é indiferente a eventuais diminuições”, referiu Matos Fernandes.

Autocarro da STCP (Associated Press/Paulo Duarte)

Para além do apoio aos transportes públicos, foi também aumentado o valor do AUTOvoucher para março e foi suspenso o aumento da taxa de carbono. Anteriormente, já tinha sido anunciado que o Governo iria manter a devolução do acréscimo de ISP (imposto sobre os produtos petrolíferos) até 30 de junho.

(Foto de abertura: Lusa)

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Governo recomenda baixar a velocidade máxima para os 100 km/h
Dinamarca está a substituir comboios Diesel por elétricos
Itália tem primeira residência para estudantes alimentada a hidrogénio