Atualidade

Greve de 24 horas na CP e IP: comboios novamente parados e viagens afetadas

Trabalhadores da CP e da IP cumprem hoje o segundo de dois dias de greve de 24 horas
Texto
Comboio em Aveiro (foto: Marcos Túlio/Pexels)
Comboio em Aveiro (foto: Marcos Túlio/Pexels)

Estão de novo hoje parados muitos comboios que fazem falta a milhares de pessoas para se deslocarem na quadra natalícia. A greve dos trabalhadores da CP e da IP tem hoje o segundo de dois dias de imobilização de 24 horas.

Os trabalhadores da CP – Comboios de Portugal e da Infraestruturas de Portugal (IP) cumprem esta segunda-feira, dia 26 de dezembro, o último de 2 dias de greve de 24 horas. O primeiro foi na passada sexta-feira, dia 23 de dezembro.

Apesar de decretados os serviços mínimos de 25% dos comboios, concentrados ao início e final do dia, períodos chamados de “hora de ponta”, a verdade é que durante a passada sexta-feira foi possível observar centenas de pessoas em longas filas à espera para poder trocar os bilhetes ou alterar as viagens, em todo o país.

A greve foi convocada por uma vasta plataforma de sindicatos que pretende, desta forma, exigir um prémio financeiro que compense a perda do poder de compra verificado no ano de 2022, a atualização do subsídio de alimentação e o fim da “discriminação entre trabalhadores” – pode ler-se em comunicado.

A CP alerta que este período de greve pode ainda afetar a circulação de comboios amanhã e para piorar o cenário irá prosseguir uma greve ao trabalho suplementar, incluindo feriados e dias de descanso semanal entre as 00h00 de dia 23 de dezembro e as 24h00 do dia 2 de janeiro de 2023, pelo que o fim-de-semana de Ano Novo poderá ser alvo de fortes condicionamentos na circulação de comboios.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Barco à vela produzido com algas e plástico reciclado inspira o futuro
Comer carne ou ser vegan? Qual a dieta com menos emissões de carbono?
Limitar o aquecimento global a 1,5ºC parece tarefa impossível diz novo estudo