Mobilidade

Porto vai ter grupo de trabalho para acompanhar obras para TGV

Grupo de trabalho vai acompanhar também obras da Metro do Porto
Texto
Comboio de alta velocidade - imagem ilustrativa (foto: Marc Crave/Pixabay)
Comboio de alta velocidade - imagem ilustrativa (foto: Marc Crave/Pixabay)

Assembleia Municipal do Porto aprovou, por unanimidade, a criação de um grupo de trabalho para acompanhar os investimentos da responsabilidade da Metro do Porto e da Infraestruturas de Portugal (IP) com impacto na cidade.

Em causa estão "projetos estruturantes" como a linha Rosa, a linha Rubi e o metrobus (BRT), mas também a linha de Alta Velocidade e as quatro novas linhas de metro, "três das quais se prevê terem intervenção direta no território do município do Porto".

A constituição do grupo de trabalho da Assembleia Municipal para acompanhar estes projetos será apresentada num prazo de um mês, de acordo com a proposta.

Em relação às obras do metro, o deputado Rui Sá, da CDU, considerou "inadmissível" a forma como as que estão no terreno - linha Rosa e metrobus - estão a ser implementadas, demonstrando "um desprezo" pelos cidadãos.

Já o presidente da Câmara do Porto, o independente Rui Moreira, saudou a criação da respetiva comissão, dizendo que o executivo "já não basta".

"Haver uma comissão de acompanhamento da assembleia a mim só ajuda (...) Já não bastamos, já não somos suficientes", referiu, criticando os sucessivos atrasos nas frentes de obra do metropolitano em curso na cidade. "Acho que no fim vai ficar muito bem, este durante tem sido excessivamente perturbador. Se nos poderem ajudar no durante, ficamos agradecidos", afirmou o autarca independente.

Obras do Metro do Porto - AWAY
Obras para linha rosa do Metro do Porto (foto: Lusa)

Também o social-democrata Rodrigo Passos teceu críticas à Metro do Porto, dizendo "não acreditar nos planos e cronogramas" de obra apresentados pela empresa. "A continuar assim a cidade não morre, mas vai ficar muito mais tempo parada no trânsito", considerou.

A par da recomendação da CDU, foi também aprovada, por maioria, uma recomendação do PSD para que sejam promovidas reuniões sistemáticas entre os membros da Assembleia Municipal e a direção da Metro do Porto, "para que as várias forças políticas tenham conhecimento dos vários planos de obras e respetiva prestação de contas", nomeadamente, em relação às linhas Rosa e Rubi e ao metrobus.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Parte do plástico em Portugal é reciclado com recurso a energia solar
Vais comprar pão? 6 dicas para aproveitares até à última migalha
Quanto tempo demora o Citroën ë-C4 X a percorrer 1000 quilómetros?