Cidades

Cidades que convidam a caminhar ajudam a diminuir obesidade e diabetes

Poderá existir uma ligação entre o ambiente em que as pessoas vivem e a probabilidade de desenvolverem algumas doenças
Texto
Cidades em que é fácil andar a pé são mais saudáveis
Cidades em que é fácil andar a pé são mais saudáveis

Muito se fala sobre a importância de se redesenhar os centros urbanos de forma a que os habitantes passem a usar mais os transportes públicos e a micromobilidade. Esta ideia assenta na necessidade de se reduzir as emissões poluentes dos automóveis. No entanto, parece que cidades com menos carros e pensadas para as pessoas não têm só benefícios para o ambiente.

Uma revisão de literatura que analisou mais de 170 estudos concluiu que parece haver uma ligação entre o ambiente em que as pessoas vivem e a probabilidade de desenvolverem diabetes e obesidade.

No artigo “The weight of place: built environment correlates of obesity and diabetes” publicado em fevereiro deste ano, os autores acreditam que há estudos suficientes para demonstrar que os indivíduos que vivem em bairros em que é fácil fazer deslocações a pé ou de bicicleta são mais ativos e têm um peso mais saudável.

Alguns estudos baseados em grandes populações concluíram que bairros mais facilmente caminháveis estavam associados a menos incidentes de diabetes e hipertensão.

Mas não é só o facto de as cidades terem mais vias cicláveis e espaços para caminhar que está ligado a menos casos de obesidade e diabetes. Zonas com níveis de poluição mais baixos, com espaços verdes na proximidade e poucos restaurantes de fast-food também ajudam a reduzir o risco de diabetes e de obesidade.

No estudo, os investigadores referem que não há apenas um fator a influenciar a saúde metabólica das pessoas e que, por isso, é essencial desenvolver mais estudos para que se consiga perceber que fatores ambientais têm mais impacto e como é que se podem desenhar bairros mais saudáveis.

Ainda assim, os estudos feitos ao longo das décadas permitem demonstrar que ambientes que convidam à atividade física e em que é possível fazer várias deslocações a pé são melhores, já que criam mais oportunidades para as pessoas serem ativas, ajudando a diminuir o risco de obesidade ou diabetes na população.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Sabias que 1 em cada 4 EV utilizam baterias da Coreia do Sul?
Preço da gasolina e do gasóleo desce na próxima segunda-feira. Vê aqui
Autocarro português a hidrogénio está a chegar à Europa