Cidades

Peregrinação a pé a Fátima: dicas para um percurso em segurança

Maio é, para muita gente, mês de ir a Fátima e para garantir uma peregrinação a pé tranquila, deixamos alguns conselhos
Peregrinação a Fátima em maio (Foto: AP/Paulo Duarte)
Peregrinação a Fátima em maio (Foto: AP/Paulo Duarte)

Nos dias 12 e 13 de maio celebram-se as aparições de Nossa Senhora de Fátima e, nos dias que precedem, há muitas pessoas que fazem a peregrinação a pé até ao Santuário de Fátima.

A caminhada é exigente tanto a nível físico como psicológico e, por isso, é importante ter alguns cuidados para garantir um percurso tranquilo e em segurança.

Fátima (Foto: AP/E. Morenatti)

Tendo por base informações recolhidas junto dos sites oficiais do Santuário de Fátima, do Caminho de Fátima e de outras entidades, deixamos alguns conselhos para quem se prepara para começar a peregrinação a pé a Fátima.

O que levar:

  • Escolhe roupas claras, de preferência de manga comprida, e utiliza materiais retrorrefletores;
  • Usa chapéu ou boné para proteger a cabeça do sol direto;
  • O calçado é muito importante. Opta por botas de caminhada ou sapatilhas que já tenhas usado e que estejam adaptadas ao teu pé. Podes levar um par de chinelos para momentos de descanso;
  • Utiliza protetor solar e vai repondo ao longo do dia;
  • Leva água e snacks para o caminho. Não caminhes mais de 15 km sem beber água e bebe mesmo que não tenhas sede;
  • Se levares mochila, certifica-te que não pesa mais de 10 kg.
Celebrações em Fátima (Foto: AP/F. Seco)

Cuidados a ter na estrada:

  • Os grupos devem caminhar em fila indiana e não lado a lado;
  • Caminha no sentido contrário ao trânsito;
  • O ideal é andar sempre no passeio. Caso não seja possível, deve-se caminhar na berma e não na faixa de rodagem;
  • Durante a noite, é importante usar faixas refletoras e a primeira pessoa da fila e a última devem ter uma lanterna ligada virada para o chão;
  • É importante estar atento durante a caminhada, por isso, nada de auscultadores ou telemóvel;
  • Não deves percorrer mais de 30 km por dia;
  • Evita caminhar nas horas de maior calor;
  • Faz o percurso ao teu ritmo e não tentes acompanhar quem anda mais depressa do que tu porque isso só levará à exaustão;
  • O descanso é importante e recomenda-se paragens regulares de hora a hora ou de duas em duas horas;
  • Programa a caminhada e define as paragens para comer e dormir;
  • Opta pelos caminhos denominados Caminhos de Fátima e por vias com menos trânsito.

Apoio aos peregrinos no caminho

Em alturas de grandes peregrinações a pé, como acontece nas primeiras semanas de maio, há várias instituições e associações que garantem o apoio na estrada com serviços de enfermagem, primeiros-socorros, alojamento e reforço alimentar.

A Cruz Vermelha Portuguesa, a Ordem de Malta, o Corpo Nacional de Escutas, entre outras, costumam estar nas estradas ao longo dos percursos mais habituais para os peregrinos.

Peregrinos (Foto: AP/P. Duarte)

Algumas Câmaras Municipais, como a de Anadia, de Ourém e de Santarém, também têm mecanismos de apoio a peregrinos.

No site do Movimento da Mensagem de Fátima é possível aceder a um documento com contactos de guias que apoiam quem vai a pé para Fátima.

Acolhimento de peregrinos no Santuário de Fátima

De maio a outubro, o Santuário de Fátima oferece alguns espaços para alojamento de peregrinos que vão a pé. O posto de acolhimento é no Albergue do Peregrino, junto ao Parque 2, e abre no dia 9 de maio às 15h.

Não é possível fazer reservas com antecedência, apenas na chegada ao local. A dormida efetua-se em espaços interiores de acolhimento ou tendas militares, em camas ou colchões.

São também entregues senhas aos peregrinos para que possam comer sopa ao almoço e ao jantar e beber café com leite ao pequeno-almoço.

Continuar a ler
Home
Descobre o que pensam os CEOs sobre a sustentabilidade nas empresas
Novos radares em Lisboa dia 01 de junho. Sabe aqui onde estão
Cuidado com o calor. Vêm aí máximas de 35 graus!