Cidades

Trabalhadores da EMEL em greve a partir das 00h de amanhã, 6 de maio

Paralisação dos trabalhadores da EMEL irá durar 24 horas
Texto
Parquímetro EMEL
Parquímetro EMEL

Os trabalhadores da EMEL – Empresa Municipal de Estacionamento de Lisboa vão estar em greve durante 24 horas no dia 6 de maio.

A paralisação convocada pelo Sindicato dos Trabalhadores do Comércio, Escritórios e Serviços de Portugal (CESP) terá início às 00h de dia 6 de maio e durará até às 24h do mesmo dia.

A greve foi convocada depois do Conselho de Administração da EMEL ter proposto um aumento salarial de 15 euros e depois 20 euros, valor insuficiente para os trabalhadores que defendem um acréscimo de 90 euros.

De acordo com o pré-aviso de greve, para além do aumento salarial, os trabalhadores da empresa responsável pelo estacionamento público da capital reivindicam também um subsídio de refeição de 8,5 euros por dia; atribuição de diuturnidades por cada 4 anos de trabalho; atribuição de subsídio de penosidade; e 25 dias úteis de férias.

Contactado pela AWAY, o sindicato relembra que os trabalhadores em greve não poderão ser substituídos no âmbito das suas funções.

(Fotos: direitos reservados)

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Ponte Vasco da Gama encerrada ao trânsito na próxima madrugada
O futuro pode não ter sequer volante e vai ser mais sustentável
Combustíveis: gasóleo e gasolina descem segunda-feira... mas pouco