Sustentabilidade

Costa Nova inaugura uma das fábricas de grés mais sustentáveis do mundo

Nova fábrica de cerâmica ecológica nasce em Ílhavo e quer ser um marco na produção sustentável
Texto
Nova fábrica Ecogres (foto: divulgação)
Nova fábrica Ecogres (foto: divulgação)

O grupo Costa Nova inaugurou na Zona Industrial da Mota, em Ílhavo uma unidade de produção de grés fino que classifica como uma das mais sustentáveis do mundo.

A Ecogres – Cerâmica Ecológica, surge da requalificação de uma antiga fábrica, ocupa uma área de 16 mil m2, implicou um investimento de cerca de 14 milhões de euros, emprega 150 pessoas e produz entre 15 a 20 mil peças diariamente. A médio prazo, o grupo Costa Nova pretende duplicar a produção e os postos de trabalho.

ecogres - away
Nova fábrica Ecogres do Grupo Costa Nova (foto: divulgação)

O Ecogres é uma matéria-prima reinventada, com 98% de materiais reciclados e 100% ecológica, podendo ser reciclável e reutilizável. A empresa refere que do ponto de vista ambiental, os artigos Ecogres oferecem uma série de benefícios.Para além de contribuírem para a conservação dos recursos naturais de argila, são submetidos a uma cozedura com uma temperatura 2,6% mais baixa do que o processo normal, o que significa um menor consumo de energia e uma redução das emissões. Por outro lado, o sistema de produção em mono combustão permite consumir entre 50 e 70% menos energia do que o sistema normal de dupla combustão.

costa nova - away
Fábrica em Ílhavo irá produzir entre 15 a 20 mil peças por dia (foto: divulgação)

Todo o layout da fábrica foi pensado com o objetivo de aumentar a produtividade, reduzir o esforço humano, a pegada ecológica da cerâmica e o consumo de energia e de recursos, contando ainda com uma ETAR que permite reaproveitamento de águas em processos de limpeza.

costa nova - away
Miguel Casal, CEO Costa Nova e Ana Abrunhosa, Ministra Coesão Territorial (foto: divulgação)

Utilizando painéis solares de 580 kW, a nova unidade gera 55% da energia consumida, recorre a equipamentos modernos e com elevado grau de automação, e está equipada com fornos que permitem uma redução de consumo superior a 30%, sendo, aliás, os únicos em Portugal preparados para utilizar até 50% de hidrogénio. O próprio calor produzido pelos fornos é reutilizado para aumentar a sua eficiência, tornando-os 15% mais eficientes do que os existentes no mercado.

A inauguração da nova fábrica contou, para além de MIguel Casal, CEO da Costa Nova, com Ana Abrunhosa, Ministra da Coesão Territorial, e os presidentes da Câmara de Ílhavo, João Campolargo e de Vagos, Silvério Regalado.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Sabes quais são os equipamentos elétricos com maior impacto ambiental?
Cemitérios a produzir energia solar? Projeto está a nascer em Espanha
Hyundai apresenta primeiro camião a hidrogénio com condução autónoma