Energia

Lego investe mil milhões de euros em fábrica a energia solar

Empresa de brinquedos irá construir parque solar na mesma localização para garantir que fábrica é neutra em carbono
Texto
Modelos da fábrica Lego em Jiaxing, China
Modelos da fábrica Lego em Jiaxing, China

A Lego, empresa conhecida pelos seus blocos de brincar, anunciou que vai construir uma fábrica que será alimentada a energia solar. O objetivo de reduzir a sua pegada ambiental. A fábrica ficará localizada no estado de Virgínia, nos Estados Unidos, e implicará um investimento de mil milhões de euros.

Esta nova fábrica deverá operar de forma neutra em carbono. Para tal, será construído um parque solar na mesma localização que irá produzir energia suficiente para todas as necessidades elétricas da unidade de produção da Lego.

Tanto o edifício como o processo de produção vão ser projetados para que se use o mínimo de energia possível, garantindo a eficiência energética. Desta forma, a Lego espera conseguir o certificado Gold LEED (sigla em inglês para Liderança em Energia e Design Ambiental).

Esta será a sétima fábrica da Lego e a segunda no continente americano. Com esta nova unidade de produção que irá garantir o fornecimento do mercado norte-americano, a Lego diminui a distância que o produto tem de fazer e permite que a marca consiga diminuir a sua pegada carbónica.

A construção da fábrica nos Estados Unidos irá começar no outono de 2022 e espera-se que fique pronta em 2025. O parque solar estará terminado e pronto a operar na mesma altura.

A Lego tem apostado na energia solar para as suas unidades. A fábrica de Jiaxing, na China, tem 20 mil painéis fotovoltaicos no telhado, garantindo 7% das necessidades energéticas das operações. Vai também arrancar a construção de uma fábrica no Vietnam que terá também painéis solares.

(Fotos: Lego)

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Mais uma marca chinesa em Portugal. XPeng chega já este ano
Preço dos combustíveis na próxima semana de 15 a 21 de abril
Robotáxi elétrico da Hyundai passou no exame de condução… mesmo sem condutor