Energia

Carregamentos elétricos serão mais rentáveis do que combustíveis fósseis?

Para a BP, as margens de lucro em carregamentos elétricos rápidos estão muito próximas das que tem nos combustíveis fósseis
Texto
BP aposta na eletrificação
BP aposta na eletrificação

Nos últimos anos, a BP, assim como os seus rivais, tem-se focado em desenvolver uma rede de carregamentos elétricos para acompanhar a eletrificação do setor automóvel. Para tal têm sido feitos grandes investimentos. Isto tem feito com que os carregamentos elétricos sejam mais fonte de perdas do que de lucros.

Apesar de apenas se esperar que os carregamentos elétricos se tornem realmente rentáveis a partir de 2025, a BP afirmou que a crescente procura pelos carregamentos elétricos rápidos na Grã-Bretanha e no Europa faz com que os seus postos de carregamento rápidos, com mais de 50 kW, tenham margens de lucro muito próximas dos combustíveis fósseis. Não foram divulgados quaisquer números.

Em declarações à Reuters, a BP afirmou estar focada nos postos de carregamento rápidos e ultra-rápidos para consumidores e empresas, assim como em serviços de frotas, uma vez que é aqui que acreditam que possam estar as melhores margens. Esta estratégia difere, por exemplo, da escolhida pela Shell que tem apostado também em carregamentos normais de rua.

A BP tem atualmente 11 mil postos e espera chegar aos 70 mil até 2030.

(Fotos: captura e Unsplash)

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Radares da PSP. É aqui que vão estar na semana de 17 a 23 de junho
Hyundai apresenta primeiro camião a hidrogénio com condução autónoma
Segurança rodoviária: 9 peças de roupa a evitar quando se está ao volante