Atualidade

Coca-Cola aumenta consumo de plástico ao mesmo tempo que patrocina a COP27

Dados mostram que a empresa está entre as que usam mais plástico não reciclado em embalagens. Ativistas querem-na fora da Cimeira do Clima
Texto
Coca-Cola envolta em polémica pelo patrocínio à COP27 quando aumenta o consumo de plástico (foto: Nam Y. Huh/ AP)
Coca-Cola envolta em polémica pelo patrocínio à COP27 quando aumenta o consumo de plástico (foto: Nam Y. Huh/ AP)

A Coca-Cola é um dos patrocinadores da COP27 que tem início a 6 de novembro, no Egito. Mas o gigante do setor das bebidas está também entre as empresas que mais tem aumentado o uso de plástico virgem. Ainda a Cimeira do Clima não começou e já a polémica está instalada.

3,5 por cento é quanto cresceu o uso de plástico produzido a partir de matérias-primas novas por parte da Coca-Cola, desde 2019, de acordo com a Ellen MacArthur Foundation.

A organização dedicada à economia circular, que reuniu um grupo de multinacionais num compromisso global de cortar os resíduos de plástico, atesta que a conhecida empresa produtora de refrigerantes é uma das multinacionais que mais aumentou o uso de plástico virgem em 2021.

Coca-Cola COP27 - AWAY
Coca-Cola e PepsiCo entre as empresas que mais têm usado plástico não reciclado (foto: Mark Lennihan/ AP)

A PepsiCo e a Walmart fazem também parte deste grupo de empresas com má prestação no reaproveitamento de plástico usado. Face a 2020 a primeira aumentou o consumo de plástico virgem no ano passado em 4,5 por cento, ao passo que o incremento na segunda foi de 3,4 por cento.

A Ellen MacArthur Foundation alerta que as empresas têm de fazer muito mais no que diz respeito à integração de plástico reciclado nas suas embalagens, por forma a atingirem a meta conjunta de 26 por cento até 2025.

Face à situação atual, a fundação considera pouco realista acreditar que as empresas vão conseguir cumprir a meta de apenas utilizarem embalagens reutilizáveis, recicláveis, ou compostáveis, também até 2025.

Quanto à Coca-Cola e ao seu patrocínio à COP27, está a enfrentar a oposição por parte de ativistas e organizações ambientais, que a consideram uma das empresas mais poluidoras do mundo ao nível do plástico.

Coca-Cola COP27 - AWAY
Ativistas em protesto em prol do clima (foto: Ted Shaffrey/ AP)

Está até a correr uma petição online para remover a empresa americana do patrocínio à cimeira, que já conta com mais de 235 mil assinaturas.

Citada pelo Financial Times, a Coca-Cola afirma estar "empenhada em fazer mais, mais depressa, para que o negócio cresça na direção correta”, ao mesmo tempo que mostra estar empenhada em tornar 100 por cento das suas embalagens recicláveis, a nível mundial, até 2025.

“O apoio à COP27 está em linha com o nosso objetivo baseado em ciência de reduzir as emissões absolutas de carbono em 25% até 2030 e com a nossa ambição de atingir emissões líquidas de carbono zero até 2050”, acrescenta a Coca-Cola.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Tecnologia Nissan e-Power nos novos Qashqai e X-Trail
Vê onde vão estar os radares da PSP em dezembro
Portugal poderá vir a ter produção de hidrogénio verde em Gondomar