Atualidade

GNR apanha mais de 3500 condutores em excesso de velocidade em 15 dias

Em duas semanas a Guarda Nacional Republicana registou 14.729 infrações de trânsito, no âmbito da fiscalização que exerceu
Texto
Guarda Nacional Republicana (Foto: José Sena Goulão/Lusa)
Guarda Nacional Republicana (Foto: José Sena Goulão/Lusa)

Os dados são ainda provisórios, mas entre o período de 30 de setembro até 13 de outubro, a Guarda Nacional Republicana (GNR), no âmbito das suas ações de fiscalização, controlou 3571 condutores em excesso de velocidade.

As operações da GNR visam todo o território nacional e têm como âmbito para além da prevenção e combate à sinistralidade rodoviária, ações de caráter de combate à criminalidade, nas mais diversas formas.

Novos carros da GNR - AWAY
Alguns carros da GNR (Foto: Divulgação)

Os dados recolhidos e compilados pela AWAY foram publicados a 8 e 15 de outubro, na página oficial da GNR, referentes à atividade semanal respetivamente de 30 de setembro a 6 de outubro e de 7 a 13 de outubro, totalizando 14.729 infrações de trânsito.

O excesso de velocidade continua a ser a infração mais registada com 3571 infrações, mas é igualmente significativo o elevado número de 1072 condutores que circulam sem Inspeção Periódica Obrigatória.

Condução com telemóvel ao volante - AWAY
É proibido usar telemóvel enquanto conduzes (Foto: O. Aigoson/Unsplash)

Dos dados compilados sobressai ainda pela negativa os 836 condutores autuados por utilização indevida do telemóvel no exercício da condução e 661 condutores que se encontravam em incumprimento por falta ou incorreta utilização do cinto de segurança e/ou sistema de retenção adequado para crianças.

Parece um dado positiva, face aos números das restantes infrações o registo de 636 condutores com taxa de álcool no sangue superior ao permitido por lei. No entanto isso é enganador pois, de acordo com os dados publicados pela Guarda Nacional Republicana, foram detidos 403 condutores, em flagrante delito, por condução sob o efeito do álcool, um número que revela que dois terços dos intervenientes tinham taxa de álcool considerada crime (superior a 1,2 g/litro).

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Novo elétrico Citroën ë-C4 X chega a Portugal e já há preços
Maior central híbrida solar e hidroelétrica de África está a nascer no Gana
Vê como um frango pode alimentar milhares de pessoas