Atualidade

Caixa reduz luzes de Natal na sede em Lisboa devido à crise energética

Neste Natal o edifício sede da Caixa irá ter apenas a fachada principal iluminada
Texto
Caixa Geral de Depósitos (foto: Yusuke Kawasaki/Flickr)
Caixa Geral de Depósitos (foto: Yusuke Kawasaki/Flickr)

A crise energética que assola toda a Europa tem tido um impacto importante na quadra que se aproxima. Várias são as empresas e municípios que estão a decidir reduzir as luzes de Natal como forma de responder à crise energética. A Caixa Geral de Depósitos é o mais recente exemplo de contenção na iluminação de Natal.

Este ano, a Caixa vai iluminar o edifício sede, na Av. João XXI em Lisboa, como sempre faz, mas apenas na sua fachada principal, ao contrário do que ocorria em anos anteriores quando as duas fachadas do edifício estavam iluminadas. De igual modo, as luzes serão apagadas diariamente às 22 horas.

Caixa Geral de Depósitos - AWAY
Edifício sede CGD em Lisboa (foto: YK/Flickr)

Para além desta medida a Caixa tem vindo a realizar várias operações no sentido de racionalizar o consumo energético de uma forma global. As medidas adotadas passam por reformulação dos letreiros das agências e imagem corporativa em edifícios, com implementação de sistema de iluminação LED.

A Caixa tem ainda implementado horários de iluminação interior que passa a estar desligado às 22 horas no inverno e às 23 horas no inverno, bem como controlo térmico sob a climatização com adoção de temperaturas máximas e mínimas de acordo com a estação do ano.

Em comunicado de imprensa, a Caixa, refere que estas alterações têm permitido atingir níveis de poupança energética consideráveis e recorda que a cobertura da Sede já comporta centenas de painéis fotovoltaicos.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Há um novo microcarro elétrico para a cidade que estica e encolhe
Descobre umas telhas que são na verdade pequenos painéis solares
Descobrimos marcas e lojas sustentáveis em Lisboa à boleia do elétrico 28