Atualidade

Volvo quer crescer em Portugal com a oferta de mais opções eletrificadas

Encontro com a nova diretora-geral da marca para o nosso país foi o mote para conhecermos objetivos para os próximos anos
Texto
Volvo Cars em Portugal
Volvo Cars em Portugal

Um crescimento de 9% nas vendas totais e um maior foco e notoriedade no segmento dos modelos eletrificados são os grandes objetivos da Volvo Car Portugal para o ano de 2022, partilhados num encontro com a comunicação social.

Na reunião com jornalistas que teve lugar em Lisboa, a divisão nacional da marca sueca partilhou alguns números relacionados com a sua operação em 2021 e apontou o rumo para 2022 e para os próximos anos, quando entra em funções a nova diretora-geral Susanne Hägglund.

Susanne Hägglund, diretora-geral Volvo Cars Portugal

A AWAY esteve à conversa com a responsável sueca que, em 2018, ingressou na Volvo Cars e ficou a conhecer algumas das suas ambições, no que ao mercado português diz respeito. “Ao nível das vendas esperamos manter o 3º lugar no segmento premium. Estamos sempre numa disputa próxima com a Audi, mas esperamos superá-los mais uma vez. Os líderes da categoria em Portugal, a Mercedes-Benz e a BMW, estão ainda um pouco longe”, confessou Susanne Hägglund.

Com a Volvo a estabelecer como meta para 2030 a comercialização de apenas veículos elétricos, passando por um patamar intermédio em 2025, quando os chamados BEV (Battery Electric Vehicles) deverão representar 50% do seu mix de vendas, Susanne Hägglund estabelece objetivos na mesma linha para o nosso país.

Volvo C40 Recharge

O nosso grande objetivo é sermos uma marca reconhecida pelos automóveis totalmente elétricos. A eletrificação requer transformações em todo o ecossistema. Precisamos de evoluir no sentido de dar às pessoas a possibilidade de ter um automóvel 100% elétrico sem constrangimentos e essa será a minha principal missão em território nacional”, comentou a nova responsável pela Volvo Car Portugal, que ainda nos confidenciou o facto de ser uma amante do conceito de mobilidade partilhada.

Para a marca que ambiciona ser neutra em carbono a partir de 2040, Portugal tem sido um caso de sucesso ao nível da taxa de penetração da gama Recharge – designação comuns aos seus modelos híbridos plug-in e totalmente elétricos – 61,1% do mix total de vendas.

Volvo C40 e XC40 Recharge

A nível global, as vendas dos modelos eletrificados da Volvo cresceram mais de 70% face a 2020, com os híbridos plug-in e elétricos a representarem, respetivamente, 27,1% e 3,7%, das vendas totais.

No que concerne às vendas de todos os modelos disponíveis, ou seja, também incluindo os de combustão interna, em 2021, a marca sueca obteve um crescimento de 5,6%, com a entrega de 698.693 unidades em todo o mundo.

O SUV XC60 foi o modelo mais vendido a nível internacional, enquanto que em Portugal a liderança foi ocupada pelo SUV mais pequeno XC40.

Para 2023, a marca promete o lançamento de mais uma proposta 100% elétrica – um SUV mais pequeno do que o XC40.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Há um novo microcarro elétrico para a cidade que estica e encolhe
Descobre umas telhas que são na verdade pequenos painéis solares
Descobrimos marcas e lojas sustentáveis em Lisboa à boleia do elétrico 28