Atualidade

Apple Car Play pode ser afetado pelas falhas de segurança dos iPhones?

Vários modelos de smartphone Apple, ipad e computadores poderão estar em risco de ataque de hackers
Texto
Apple com falhas de segurança (Foto: Andy Wong/Associated Press)
Apple com falhas de segurança (Foto: Andy Wong/Associated Press)

Apple alertou para graves vulnerabilidades de segurança nos smartphone iPhone, iPad e nos computadores Mac, que podem permitir a hackers assumir o controlo total destes dispositivos. Mas, até à data, nada disse sobre a aplicação Apple Car Play, será 100% seguro?

De acordo com o noticiado pela agência Associated Press (AP), a Apple publicou dois relatórios de segurança na passada quarta-feira onde a empresa norte-americana afirmou estar “consciente para a existência de um relatório que indica que este problema pode ter sido ativamente explorado”.

A notícia só foi difundida especialmente por meios de informação especializados em tecnologia e a Apple não divulgou a informação de como descobriu estas vulnerabilidades.

Já este ano a Apple revelou um CarPlay com novas funcionalidades (Foto: Apple/Divulgação)

Especialistas em segurança, citados pela AP, aconselharam os utilizadores destes equipamentos a atualizarem de imediato os dispositivos afetados: iPhones 6S e modelos posteriores, vários modelos iPad, incluindo de 5.ª geração e posteriores, todos os modelos do iPad Pro e o iPad Air 2 e computadores Mac com MacOS Monterey.

As falhas de segurança também afetam alguns modelos de iPod, mas, até à data, não houve quaisquer informações adicionais sobre eventuais problemas com a Apple Car Play. Ainda assim, fomos investigar.

Segundo a Apple, a vulnerabilidade de segurança significa que um hacker pode obter “acesso total de administrador ao dispositivo” para que possa “executar qualquer código como se fosse o utilizador”, explicou Rachel Tobac, CEO da SocialProof Security, citada pela AP.

Algumas empresas de spyware, como a israelita NSO Group estão identificadas como alegadamente capazes de identificar e explorar este tipo de falhas, nomeadamente para operações de “espionagem” e vigilância em tempo real.

O novo Apple Car Play tem preocupado a indústria automóvel (Foto: Apple/Divulgação)

Apple Car Play pode ser afetado?

A Apple tem uma reputação de dar prioridade à privacidade e segurança, por isso a Apple CarPlay não é diferente, mas com este alerta estaremos seguros?

A atual tecnologia empregue na aplicação Apple Car Play não permite qualquer interação com sistemas vitais ou de segurança do automóvel. Essa é a primeira certeza. Portanto, muito provavelmente, nunca será por aqui que um hacker tem acesso aos travões ou acelerador do teu carro.

Aliás, na verdade, na génese a aplicação Apple Car Play transforma o monitor (ou monitores no futuro) do teu automóvel apenas num recetor de informação do telemóvel. É aqui que alguns especialistas advertem para ter cuidado porque se o telefone for “pirateado” não se sabe exatamente o que poderá ocorrer. Ainda assim, há que ter receio?

Nas especificações da aplicação é possível ler que o “Apple Car Play deve ser utilizado com a aplicação original”. Ou seja, a aplicação Apple Car Play só poderá ter alguma espécie de vulnerabilidade quando utilizada com aplicações que não as originais.

Ainda assim, como reforço de segurança, de acordo com a Apple, nenhum dado pessoal é guardado no carro assim que desconecta a Apple Car Play.

No entanto, o carro guarda informação da ultima utilização para melhorar a experiência do utilizador. Por isso, reforça-se a ideia: se utilizas a Apple Car Play apenas no teu carro não deverás ter mesmo qualquer problema.

As companhias de rent-a-car advertem que, tal como deve fazer com os sistemas de navegação, deverás desconectar o Apple Car Play para que não exista hipótese de ficar alguma informação guardada.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Radares PSP. Todas as localizações para o mês de outubro
Preço dos combustíveis vai subir para a próxima semana. A nossa previsão aqui
Eletricidade e gás ficam mais caros dia 1 de outubro