Atualidade

Preço dos combustíveis para a semana: Governo diz que gasóleo sobe 4 cêntimos

O Governo estimou hoje um aumento de 4 cêntimos para o gasóleo e preço da gasolina inalterado para a próxima semana
Texto
Combustíveis
Combustíveis

O Governo estima que o preço do litro de gasóleo vai aumentar quatro cêntimos na próxima semana e que o da gasolina se mantenha, tendo decidido manter inalteradas as taxas do ISP, anunciou hoje o Ministério das Finanças.

Tendo por base esta evolução do preço do litro de gasóleo, o mecanismo semanal de revisão dos valores das taxas unitárias do ISP “determinaria uma descida de 0,6 cêntimos por litro de gasóleo (e a manutenção na gasolina)” - refere o comunicado ministério de Fernando Medina.

Porém, e “considerando que atualmente se verifica um desvio acumulado de 2,2 cêntimos na taxa do ISP por litro de gasóleo”, a descida resultante da aplicação da fórmula (0,6 cêntimos por litro de gasóleo) "é descontada ao referido desvio, não se concretizando assim a alteração às taxas do ISP”, refere o ministério.

No caso da gasolina, o desvio é, neste momento, de 0,9 cêntimos por litro, mantendo-se a taxa inalterada.

Desta forma, manter-se-á sem alteração durante a próxima semana o desconto temporário do ISP de 4,7 cêntimos por litro de gasóleo e 3,7 cêntimos por litro de gasolina.

Recorde-se que, como forma de mitigar a escalada dos preços dos combustíveis, o Governo decidiu criar um mecanismo de compensação através do qual as taxas do ISP são ajustadas em função do acréscimo da receita do IVA resultante da subida do preço de venda do litro de gasóleo e da gasolina.

Este ajustamento é feito semanalmente e soma-se ao desconto de 1 cêntimo por litro de gasóleo e de dois sentimos na gasolina que está em vigor desde outubro.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Governo recomenda baixar a velocidade máxima para os 100 km/h
Comboio de alta velocidade Porto-Lisboa poderá ser uma realidade dentro de uma década
Itália tem primeira residência para estudantes alimentada a hidrogénio