Atualidade

14 anos depois Shell paga indemnização por derrames de petróleo na Nigéria

Comunidades afetadas vão receber 15 milhões de euros em compensações, mas a multinacional continua a não assumir responsabilidades
Texto
Shell paga indemnizações na Nigéria (Foto: George Osodi/ AP)
Shell paga indemnizações na Nigéria (Foto: George Osodi/ AP)

A empresa petrolífera Shell informou que vai pagar 15 milhões de euros em compensações aos agricultores nigerianos, depois de em 2021 ter sido considerada responsável por um tribunal neerlandês pelos derrames de petróleo que poluíram gravemente três aldeias no Delta do Níger.

A decisão por parte da Shell resulta de um acordo negociado com a organização ambiental neerlandesa Milieudefensie, que em 2008, altura em que a petrolífera tinha sede em Haia, Países Baixos, levou o caso a tribunal em nome dos agricultores e pescadores nigerianos.

O objetivo do acordo foi beneficiar as comunidades de Oruma, Goi e Ikot Ada Udo na Nigéria, afetadas por quatro derrames de petróleo entre os anos de 2004 e 2007.

Shell Nigéria - AWAY
Milieudefensie manifestava-se em 2011 na então sede da Shell, em Haia (Foto: Peter Dejong/ AP)

Para a Shell o acordo não pode ser visto como um assumir de responsabilidades, mas resolve todas as reclamações e põe fim a todos os litígios pendentes relacionados com os derrames. A multinacional sempre atribuiu a causa da poluição à sabotagem e referiu ter feito a limpeza do local.

Um dos queixosos declarou à Milieudefensie que o acordo alcançado é um alívio enorme para todos, pois após vários anos de batalha legal com a empresa petrolífera, vão finalmente ser compensados monetariamente por tudo aquilo que perderam.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Barco à vela produzido com algas e plástico reciclado inspira o futuro
Comer carne ou ser vegan? Qual a dieta com menos emissões de carbono?
Limitar o aquecimento global a 1,5ºC parece tarefa impossível diz novo estudo