Atualidade

Alerta: Chuva intensa e vento forte para segunda e terça-feira

Proteção civil emitiu ontem um aviso à população para a mudança das condições atmosféricas, com mau tempo no horizonte
Texto
Chuva e vento forte (foto: Unsplash)
Chuva e vento forte (foto: Unsplash)

O mau tempo já será sentido em praticamente todo o país esta segunda-feira e o início da semana promete chuva intensa e vento forte. O alerta é da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil.

Assim, de acordo com o aviso da Proteção Civil “prevê-se precipitação forte e persistente, entre os dias 12 e 13 de setembro, com acumulação significativa nas bacias hidrográficas do Norte e do Centro”.

As autoridades esperam “precipitação, por vezes forte, acompanhada de trovoada” e a possibilidade de acumulação de água significativa “em curtos períodos e rajadas de origem convectiva, em especial nas regiões do Norte, Centro e entre os distritos de Lisboa e Setúbal”.

Nas zonas costeiras deve-se ter especial cuidado com a ondulação que será de Oeste/Noroeste, durante o dia de hoje, segunda-feira, com previsão de altura significativa até 3,5 metros, em especial na costa oeste da região Sul, e na noite de segunda para terça-feira.

Deve-se ter especial cuidado nas zonas costeiras

A Proteção Civil deixa ainda um alerta especial para povoações com zonas históricas normalmente identificadas como vulneráveis a inundações.

Apesar da previsão das primeiras chuvas fortes depois da seca, a Proteção Civil continua a alertar para o perigo dos fogos, devido ao vento e ao estado de secura da vegetação, “especialmente na região interior do Norte e Centro, onde o risco de incêndio rural se mantém nos níveis muito elevado e máximo”.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) colocou todo o país em aviso amarelo, na segunda-feira.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Radares PSP. Todas as localizações para o mês de outubro
Preço dos combustíveis vai subir para a próxima semana. A nossa previsão aqui
Eletricidade e gás ficam mais caros dia 1 de outubro