Atualidade

Azeite do Alentejo vai ter certificado de sustentabilidade português

Programa de Sustentabilidade do Azeite do Alentejo está a desenvolver certificação para o produto alentejano para o valorizar
Texto
Azeite do Alentejo poderá ter certificação (Foto: divulgação)
Azeite do Alentejo poderá ter certificação (Foto: divulgação)

O azeite é um produto muito valorizado a nível nacional. Além do seu papel preponderante na gastronomia portuguesa, o azeite produzido em Portugal é utilizado em vários países do mundo, sendo considerado de qualidade além-fronteiras. Não é por isso de estranhar que Portugal seja o sexto maior produtor de azeite no mundo e o terceiro maior exportador na União Europeia.

Com o objetivo de valorizar o azeite alentejano, foi criado em março o Programa de Sustentabilidade do Azeite do Alentejo (PSAA), um projeto liderado pela Associação de Olivicultores do Sul (Olivum) que está a desenvolver a certificação do produto.

O certificado para o azeite do Alentejo pretende demonstrar que este é produzido de forma sustentável, ao mesmo tempo que reforça o seu valor.

O projeto uniu a Olivum à Universidade de Évora, juntando o conhecimento técnico e prático do primeiro ao capital cientifico e teórico do segundo para a criação do certificado. Os olivicultores e produtores contribuem também para garantir que a ferramenta que será criada é tecnicamente rigorosa e aplicável a nível prático.

Desde a criação do programa, já houve três sessões para se discutir a abrangência da certificação, debater temas como a gestão do solo e a conservação da biodiversidade e falar sobre a dimensão social da sustentabilidade e do património cultural a ser contemplada na certificação.

O PSAA irá continuar a trabalhar na certificação e no reconhecimento do valor do azeite alentejanos e da região do Alentejo.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
TAP encomenda dezenas de BMW enquanto recebe dinheiro do estado
Benfica vs PSG condiciona trânsito em Lisboa. Vê aqui tudo
Comboio de alta velocidade a hidrogénio arranca em Espanha em 2023