Atualidade

Seca obriga criadores do Texas a enviar mais vacas para os matadouros

Temperaturas altas e falta de água estão a danificar pastagens e colheitas, diminuindo o alimento disponível para gado
Texto
Seca no Texas leva criadores a matar mais bovinos
Seca no Texas leva criadores a matar mais bovinos

Não é só em Portugal e na Europa que a ausência de precipitação e o tempo quente estão a ter impacto negativo. No Texas, nos Estado Unidos, mais de 93% do território está em seca, o que está a obrigar os criadores de gado a abater mais animais do que o normal.

Este ano, no estado do Texas, já se registaram vários dias em que as temperaturas atingiram mais de 38 graus e, aliado à falta de água, as pastagens estão a secar e as colheitas estão a ficar estragadas. Isto faz com que os animais não tenham acesso a uma fonte importante de alimento.

Em declarações à Reuters, um dos donos da empresa de gado East Texas Livestock Auction explicou que alimentar os animais fica mais caro já que têm de comprar mais rações e feno para compensar a falta de pastagens. Assim, muitos criadores têm optado por vender os seus animais ou enviar para o matadouro.

Nos últimos dois meses, cerca de 75% das vacas que foram vendidas acabaram em casas de abate, um valor entre 30 a 40% superior ao normal.

E se a solução para os criadores, a curto prazo, é enviar o gado para abate, a médio prazo, o consumidor vai sentir o impacto da falta bovinos no preço que vai pagar pela carne. Com menos oferta de carne, o valor no mercado vai aumentar.

De acordo com o economista especializado em agricultura David Anderson, citado pela Reuters, os efeitos do abate que se tem vindo a fazer vão se sentir durante anos no fornecimento de carne e no preço final.

(Fotos: Unsplash)

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Radares PSP. Todas as localizações para o mês de outubro
Preço dos combustíveis vai subir para a próxima semana. A nossa previsão aqui
Eletricidade e gás ficam mais caros dia 1 de outubro