Mobilidade

Foxconn, o fabricante do iPhone da Apple, lança três veículos elétricos

A empresa de Taiwan que produz o popular iPhone para a Apple estreou-se no mundo da mobilidade com um SUV, um Sedan e um autocarro, todos elétricos
PUB

A vontade já era antiga e finalmente ganhou forma. A Foxconn, uma das maiores fabricantes de produtos eletrónicos de Taiwan, conhecido por ser responsável pelo fabrico dos telefones da Apple, entrou no mundo da mobilidade elétrica com três propostas, um SUV, um Sedan e um autocarro.

Os modelos que foram oficialmente apresentados esta semana, durante o Hon Hai Tech Day, um evento da Foxconn, foram construídos pela Foxtron, uma joint ventura (JV) entre a fabricante de Taiwan e a construtora de carros Yulon Motor Co Ltd.

PUB
Model E (foto: Foxconn)
PUB

O Sedan, batizado de Model E, foi construído pela Foxtron, mas o design tem assinatura da empresa italiana Pininfarina. Chega dos zero aos 100 km/h em 2,8 segundos e tem dois motores elétricos, um à frente de 150 kW e um na traseira de 400 kW, tendo assim uma potência de 550 kW, equivalente a 750 cavalos. Tem autonomia para 750 km.

Em relação às funções, destaca-se os sensores de reconhecimento de ocupantes que também destrancam as portas do carro e permitem ajustar as luzes interiores e exteriores do carro.

PUB

O SUV, apresentado com o nome de Model C, é um veículo espaçoso de cincou ou sete lugares. Tem um motor elétrico de 300 kW, o que equivale a mais de 400 cavalos e vai dos zero aos 100 km/h em 3,8 segundos. Tem autonomia para 700 km.

Ambos os modelos deverão chegar ao mercado, em Taiwan, em 2023, seguindo depois para o resto do mundo. De acordo com a Bloomberg, o Model E deverá rondar os 32,6 mil euros.

Model T (foto: Foxconn)

O Model T é a proposta de pesado de passageiros da JV e tem um design moderno, com linhas retas. É movido graças a um motor elétrico de 400 kW e tem autonomia para 400 km. Apesar de ser pensado para percursos citadinos, este veículo atinge os 120km/h.

O Model T vai poder ser visto já a partir do próximo ano em ruas de várias cidades do sul de Taiwan, graças a uma parceria com uma empresa de transportes públicos local.

A Foxconn já tinha vindo a mostrar vontade de entrar no mundo da mobilidade e nos últimos anos tem dado pequenos passos para tal. Assinou contratos com a startup americana Fisker Inc e com o grupo energético tailandês PTT PCL. Para além disso, este mês comprou a fábrica da startup Lordstown Motors Corp, em Ohio, nos Estados Unidos e em agosto passado, adquiriu uma fábrica de chips na terra natal com o objetivo de criar os próprios periféricos.

PUB
Continuar a ler
Home
LG cria conceito futurístico de veículo-casa autónomo e elétrico
Gasolina e gasóleo vão subir a partir de segunda-feira
Localização dos radares da PSP até dia 31 de janeiro